19 de abril de 2024

FAZER AQUI

Blog do Apostador on-line, dedicado a dicas das melhores casas de apostas, prognósticos e palpites de partidas de futebol no Brasil e Mundo

BRASIL VENCE A SUÍÇA COM GOL DE CASEMIRO E ESTÁ NAS OITAVAS

3 min read

O Brasil era amplo favorito para o jogo, mas ninguém imaginava que fosse mesmo um jogo fácil. A Suíça muito fechada e o Brasil só marcou quando Casemiro pisou na área como homem surpresa. Aliás, não perca,  desporto nacional aqui no AssisNews .

O Brasil se classificou para as oitavas de final da Copa do Mundo de 2022 graças a uma vitória por 1 x 0 sobre a Suíça no Estádio 974 nesta segunda-feira. Os pentacampeões mundiais ficaram frustrados com um time suíço defensivamente sólido, mas conseguiram abrir o placar aos 83 minutos, com Casemiro acertando o gol da vitória no canto superior direito de dentro da área.

A equipe de Tite continua na liderança do Grupo G e se tornou a segunda nação a avançar para as oitavas de final, depois da campeã mundial França, que garantiu sua vaga nas oitavas de final ao vencer a Dinamarca no sábado.

 

Brasil nas oitavas

Depois de 11 gols marcados nas duas primeiras partidas da Copa do Mundo na segunda-feira, incluindo seis no emocionante empate de 3 x 3 entre Camarões e Sérvia, os torcedores do Estádio 974 ficaram um tanto ofuscadas pelas exibições pragmáticas de Brasil e Suíça na Copa primeira metade.

A melhor chance dos primeiros 45 minutos foi para Vinicius Junior aos 26 minutos, quando ele cronometrou sua corrida na trave com perfeição para chegar a um belo cruzamento de Raphinha na direita, mas o lateral do Real Madrid arrasou seu chute lateral e O goleiro suíço Yann Sommer estava lá para desviar a bola para escanteio.

Apenas cinco minutos depois, Raphinha disparou um audacioso chute após correr em direção a uma bola perdida na área central, mas seu doce remate foi tranquilamente recebido por Sommer, que aliás, teve um grande trabalho no jogo.

A Suíça atuou na maior parte do primeiro tempo e sua única abertura real veio seis minutos antes do intervalo, quando Ruben Vargas quase virou Thiago Silva dentro da área antes de Alisson Becker fechar para receber a bola na linha de seis jardas.

As luzes do estádio diminuíram momentaneamente antes de Raphinha bater um escanteio convidativo para a zona de perigo dois minutos antes do intervalo, que foi desviado pelo punho direito de Sommer.

Substituições no intervalo

Tite respondeu no intervalo à exibição difícil de sua equipe no primeiro tempo e substituiu Lucas Paquetá por Rodrygo, que atuou como avançado atrás do atacante Richarlison. A defesa do Brasil raramente foi testada nos primeiros 45, mas a defesa de última hora foi necessária no início do segundo tempo, com Vinicius Junior de todos os jogadores voltando para fazer um bloqueio vital dentro da área para evitar que Djibril Sow acertasse o alvo.

Momentos antes de Alisson quase ter a posse de bola para Breel Embolo, o Brasil chegou perto do outro lado pouco antes da marca de uma hora, quando a perna direita estendida de Richarlison errou por pouco um belo cruzamento de Vinicius Junior com a parte externa da chuteira direita.

Vinicius Junior foi o homem que mais se destacou pelo Brasil na ausência do lesionado craque da Seleção Neymar, e o jogador de 22 anos pensou que havia aberto o placar aos 64 minutos, quando acertou uma finalização composta além de Sommer na parte inferior. Esquina direita.

 

Gol Anulado

No entanto, as comemorações da Seleção foram interrompidas quando o gol foi anulado pelo VAR depois que Richarlison foi pego em impedimento na preparação.

A Suíça merece crédito por sua exibição defensiva e quase segurou por um ponto, mas faltando apenas sete minutos para o fim foi derrotada por um belo chute do meio-campista do Manchester United Casemiro, que foi assistido por Rodrygo dentro da área no canal esquerdo para varra um golpe desviado para o canto superior direito.

O Brasil é agora a primeira nação na história da Copa do Mundo a ostentar uma invencibilidade de 17 jogos na fase de grupos da competição, uma série que começou em 2002, quando eles colocaram as mãos no troféu de maior prestígio do futebol mundial.

Tite e companhia agora voltam suas atenções para o último confronto do Grupo G na sexta-feira contra Camarões, enquanto a seleção suíça de Murat Yakin tentará garantir sua vaga nas oitavas de final quando enfrentar a Sérvia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *