18 de abril de 2024

FAZER AQUI

Blog do Apostador on-line, dedicado a dicas das melhores casas de apostas, prognósticos e palpites de partidas de futebol no Brasil e Mundo

No Dia Internacional da Mulher, SEIG destaca a importância da servidora pública

4 min read

Entre os servidores públicos da Secretaria de Integridade, Governança e Prevenção à Corrupção (SEIG) de João Pessoa, 90% são mulheres. Um quadro que revela a importante participação feminina na promoção da integridade, da governança e do compliance no serviço público municipal. E neste Dia Internacional da Mulher, 8 de março, é fundamental promover  uma discussão sobre a presença da mulher na gestão pública e, principalmente, os desafios que elas enfrentam.  

Para Tiene Gomes Borges, diretora de Governança, o papel da mulher no serviço público é multifacetado e vital para a construção de sociedades mais justas, igualitárias e eficientes. “As mulheres no serviço público contribuem para a tomada de decisões, a implementação de políticas e a prestação de serviços à comunidade. Elas podem ocupar cargos em diferentes setores, como educação, saúde, justiça, segurança, meio ambiente e muito mais. A igualdade de gênero é um princípio fundamental e mulheres desempenham uma variedade de funções em todas as esferas do serviço público, desde cargos administrativos até posições de liderança”, pontuou.  

Laysi Brito Ramos Ferreira, assessora da Diretoria de Proteção de Dados, ressaltou que o papel da mulher no serviço público é fundamental para garantir uma representação equitativa. “Promover a igualdade de gênero, liderar iniciativas com um olhar cuidadoso, contribuindo sempre e ativamente com a equipe ao qual faça parte para a tomada de decisões e o principal, inspirar futuras gerações de mulheres líderes”, frisou.  

Maria do Socorro Alves de Menezes também é assessora da Diretoria de Proteção de Dados e falou sobre as oportunidades que as mulheres vêm alçando na administração pública. “Apesar da existência de diferenciações entre homens e mulheres que ocupam o serviço público, este tem proporcionado às mulheres grandes oportunidades de se equiparar aos homens em diversos aspectos. Tendo em vista que a equidade se assemelha a igualdade material, que significa tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais na medida das suas desigualdades, assim como ensinou Aristóteles, sinto que sou alcançada por essa igualdade”, afirmou.  

Ambiente feminino – Gizeuda Cariry, encarregada de proteção de dados da Prefeitura de João Pessoa, ressalta como a mulher é multitarefas. “A mulher, com sua multifacetas, vem acrescentar ao serviço público com dinamismo, organização e capacitação, atingido cada vez mais altos cargos com louvor. Na SEIG, onde todo o corpo técnico é feminino, é um ambiente agradável e salutar de se trabalhar, onde há um grande entendimento entre a equipe e muito respeito, inclusive pelo nosso secretário”, afirmou.

Jossélly Albuquerque, assessora de governança, destacou que “por se tratar de um ambiente predominantemente feminino, onde temos apenas um homem em nossa equipe, que é o secretário, me sinto tratada com igualdade e equidade”.  

Andreia Teixeira, assessora da Diretoria de Proteção de Dados, pensa da mesma forma. “Atualmente, sinto que estou em um ambiente salubre. De modo geral, com a representatividade feminina maior, as questões que me afetavam como mulher são reconhecidas e compreendidas umas pelas outras. Essa sensação de igualdade e equidade acontece na SEIG”.  

“A cultura implementada dentro de nossa Secretaria promove a igualdade e equidade, onde há respeito, confiança, empatia e oportunidade de desenvolvimento profissional com um olhar sempre voltado às necessidades da mulher”, reiterou Ana Paula Abrantes, assessora de Integridade.  

Ana Paula Espínola, secretária pessoal, aponta que “no serviço público ou em qualquer lugar que esteja ou em qualquer cargo que exerça, a mulher precisa ser o ponto de apoio para os que vivem ao seu redor. A mulher nasceu para cuidar, seja em um papel de liderança ou no lar. É ela quem leva as situações mais difíceis para um caminho de clareza e com isso levando harmonia por onde passa”.  

Combate à discriminação de gênero – A diretora de governança Rossana Campos Teotônio, que também integra a equipe da Secretaria de Integridade, Governança e Prevenção à Corrupção, destaca que exerce sua função com zelo, competência e ética, demonstrando que é possível estabelecer a igualdade de tratamento entre os servidores e persistir no combate à discriminação de gênero na administração pública.  

“Sabemos que a luta contra a discriminação da mulher no ambiente de trabalho não é tarefa simples, pois exige mudança cultural, além de ações de caráter institucional. Posso dizer que há uma evolução histórica e visível nesse sentido, mas ainda temos um longo caminho a percorrer para que haja na administração pública igualdade e equidade de gênero”, observou.  

Outra mulher que faz parte da SEIG é Vanessa Procópio, que finalizou ressaltando que “a representação de mulheres é muito importante no âmbito público e nessa gestão atual é muita valorizada. A SEIG, Secretaria que exerço minhas funções, é um exemplo, no qual, a maioria dos servidores são mulheres. Assim, a igualdade e equidade são respeitadas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *